Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Acessos: 750

O Comando Militar da Amazônia (CMA) realizou uma cerimônia em comemoração aos 60 anos de sua fundação, na manhã da quinta feira (27/10). O evento teve início às 8 30h no campo de parada coronel Jorge Teixeira, no CMA.

Na ocasião, o Comandante Militar da Amazônia concedeu 9 (nove) Diplomas de Amigo do CMA à  pessoalidades que contribuíram para o cumprimento da missão constitucional do Exército Brasileiro na Amazônia Ocidental. Foram eles: Usiel Paulo Vieira (superintendente do Aeroporto Internacional de Manaus), Messias Augusto Linda de Andrade (diretor geral do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas), Edilene Mafra Mendes de Oliveira (jornalista e coordenadora do curso de comunicação social da UniNorte), Katia Regina Maciel Cecim (diretora de departamento de projetos e obras da Manaustrans),  Esterfeny Guedes Pires (chefe da divisão de projetos da Manaustrans), Maria das Graças Luzeiro (técnica-administrativa da UFAM), Edwin Schöder Júnior (relações institucionais da secretaria de segurança do Estado do Amazonas), Alexandre Rodrigo Moreira (engenheiro agrônomo - perito ambiental), Raimundo Souza dos Santos (empresa brasileira de correios e telégrafos - EBCT).

O Comando Militar da Amazônia foi criado pelo presidente Juscelino Kubitschek a partir do decreto n° 40.179 de 27 de outubro de 1956 e inicialmente foi sediado em Belém do Pará. Treze anos depois, em 1969, o CMA foi transferido para Manaus.

Atualmente, o CMA é composto por 17 mil militares  distribuídos nos 4 (quatro) Estados que compõem a Amazônia Ocidental, Amazonas, Acre, Rondônia e Roraima. O CMA é considerado um Comando Militar de Área estratégico pelo Centro de Operações Terrestres do Exército, devido ao fato de estar localizado em uma região com a maior faixa de fronteira do Brasil sob sua jurisdição, são 9 mil quilômetros, e, também, fazer limite com 7 países da América Latina.

registrado em:
Fim do conteúdo da página