Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Comandante do Exército acompanha desencadeamento da Operação Amazônia

O Comandante do Exército Brasileiro, General de Exército Paulo Sérgio, acompanhou durante esta quarta-feira (01 de setembro)  o desencadeamento do assalto aeroterrestre e o tiro de Artilharia da Operação Amazônia - maior exercício de defesa da Pátria já realizado em nossa estratégica região. O Comandante do Teatro de Operações (TO) -  General Theophilo - e demais Oficiais-Generais do Comando Militar da Amazônia (CMA) e das demais Unidades envolvidas na operação acompanharam as atividades, desde o alvorecer ao fim do jornada.

O assalto aeroterrestre ocorreu na região do município de Careiro da Várzea/AM (a 26 quilômetros da capital amazonense). A Brigada de Infantaria Paraquedista ( Rio de Janeiro/RJ) foi a tropa a ser lançada. Aproximadamente 5 paraquedistas, integrando a Força-Tarefa Santos Dumont foram infiltrados a cada passagem da aeronave C-105 na zona de lançamento.

Após o lançamento dos paraquedistas, a comitiva deslocou-se para a região do JUMA ( proximidades da BR-319), local previsto para a execução dos tiros de Artilharia, tendo sido explanado pelo Comandante do 12 GAAAe as peculiaridades técnicas e de emprego de cada calibre de armamento antiaéreo em   ambiente de selva.
O 12º Grupo de Artilharia Antiaérea de Selva (12º GAAAe Sl) foi a Unidade responsável por conduzir a execução da atividade. Teve destaque o disparo de míssil teleguiado RBS 70.

A operação contribuiu tática e tecnicamente para o aperfeiçoamento do estudo doutrinário do emprego da defesa antiaérea em ambiente de selva.

Após a execução, o Comandante do Exército aproveitou para agradecer a todos os envolvidos na execução da manobra, e afirmou que o Exército Brasileiro segue pronto para proteger a Amazônia.

“Nós temos uma missão constitucional de Defesa da Pátria , e o Exército Brasileiro vive durante todo o ano o preparo da tropa para cumprir sua missão, consoante o adestramento, as operações e as instruções que cada Comando Militar de Área desencadeia em suas áreas de  responsabilidade.  Hoje vimos ser realizado na Operação Amazônia o que nos  dois últimos anos tem sido uma oportunidade de ouro para adestrar e verificar as nossas capacidades, e nos mantermos prontos para a Defesa da Pátria ”, comentou o Comandante do Exército.

registrado em:
Fim do conteúdo da página